Blog

A tecnologia drywall

O nome drywall representa o sistema de construção a seco — assim como o steel frame —, que dispensa o uso ou utiliza água em quantidades mínimas. Ele é empregado na vedação, principalmente de ambientes internos, de obras residenciais ou comerciais. A tecnologia é muito vantajosa, sobretudo no que diz respeito à otimização do projeto. A geração quase nula de resíduos também é um ponto que merece destaque.

Outra palavra-chave do assunto é a praticidade. Afinal, o material industrializado já vai pronto para a obra, dispensando o uso de itens como cimento, concreto e argamassa. Resultado: execução de projetos muito mais limpos e sustentáveis. A técnica chegou ao Brasil na década de 1970 e, desde então, vem ganhando espaço no mercado da construção civil devido à sua funcionalidade e economia. Para entender mais sobre o tema, basta continuar a leitura!

Estrutura do drywall

Vamos entender a mecânica? As edificações em drywall são similares às de madeira, com pilares e vigas (montantes e travessas) que sustentam a parede. As peças estruturais são metálicas, compostas por aço galvanizado. Lãs minerais são empregadas com a finalidade de proporcionar isolamento térmico e acústico. O revestimento, por sua vez, é composto por placas de gesso acartonado.

Inicialmente, perfis metálicos são fixados, em intervalos de 60cm, nas lajes inferior e superior. Em seguida, os montantes, com as lãs minerais, são aplicados. Então, o conjunto é recoberto por placas de gesso (fixadas por parafusos). Elas podem ser:

  • Brancas (gelo): mais comuns, perfeitas para ambientes secos, tanto em paredes quanto no teto.
  • Verdes: contêm silicone e são resistentes a ambientes úmidos, como banheiro e cozinha.
  • Rosas: contêm fibra de vidro e são resistentes ao fogo, ideais para lareiras e locais próximos a fogões.

O acabamento fica por conta de fitas de papel intercaladas por camadas de pasta, que também cumprem a função de unir e padronizar as placas. Por fim, uma fina camada de massa corrida, rodapés e pintura podem deixar o espaço do jeito que você sempre sonhou. Bem simples, não é mesmo? Apesar disso, a tecnologia é bastante segura e confiável.

O sistema fica ótimo, desde a aplicação em divisórias de escritórios e empresas até no lar, com o isolamento acústico de home theater. Em revestimentos diversos, o drywall traz personalidade ao espaço, conferindo o conforto térmico e acústico ideal para a sua casa.

Vantagens

Os benefícios do drywall são inúmeros. Custo, sustentabilidade, personalização e muito mais. Para começar, há ganho de espaço interno, uma vez que a espessura da parede é menor que outros sistemas. Por ser uma vedação leve, gasta-se menos na estrutura e na fundação da obra.

A personalidade é outra questão que ganha destaque. Devido à flexibilidade arquitetônica e à possibilidade de aplicar acabamentos diversos, o projeto pode ficar a cara do proprietário. Tudo isso com precisão dimensional, reaproveitamento em caso de material emolido e construção mais otimizada, requerendo menos mão de obra.

Combinação drywall e steel frame

O steel frame é um sistema construtivo que utiliza perfis de aço conformados em chapas. Uma vez criado o projeto, as peças são cortadas e furadas sob medida. Um dado interessante é que os perfis são estruturais, ou seja, são capazes de suportar todas as cargas da construção.

O drywall também faz uso de perfis de aço conformados. No entanto, a função do material não é estrutural (não suporta as cargas da edificação). Portanto, ele é um subsistema do steel frame, ou seja, eles podem ser combinados, a fim de proporcionar ótimos resultados à sua construção.

Agora que você já sabe tudo sobre o drywall e entende que combiná-lo com o steel frame é uma excelente pedida, entre em contato com a Headz e tire o seu projeto do papel!